Segunda-feira, 23 de Março de 2009

Veredicto Final

Hoje é dia da verdade, ninguém acertou, mas as minhas amigas Twins, Sandra e a Jo andaram lá muito perto. E ainda bem que ninguém acertou, é quem mais quer prémio....maaauu!!

 

1- Rachei a testa duas vezes, a primeira não me lembro e a segunda não me doeu. Verdade verdadeira. A primeira era muito pequena, ia a correr e não me desviei de uma esquina, mandei em cheio com a testa e ainda hoje se nota a cicatriz no meio da testa. A segunda tinha 13 ou 14 anos, fiz um baloiço com uma tábua de madeira e cordas e pendurei num ramo de uma árvore, quando a minha irmã estava a baloiçar, não sei por alminha de quem me fui meter atrás (devia ser para dar mais balanço), e pimba levei com a esquina da tábua em cheio na testa, a meio outra vez, mas mais acima onde já tinha cabelo. Foi uma pancada tão forte que não senti dor só desatei a chorar quando meti a mão na testa e a vi cheia de sangue.

 

2- Quando eu nasci fizeram uma proposta de adopção aos meus pais. Verdade verdadeira. Um casal, tios do meu pai (casal mais bizarro), que não podiam ter filhos, propuseram aos meus pais adoptarem-me e darem-me a fortuna deles. Não aceitaram claro.

 

3- Sou uma gaja que adora dar beijos, desde pequenina que sou uma grande beijoqueira. Mentirooosaaa. Já fui, quando era pequenina, mas depois deixei-me dessas coisas, agora é só para a minha piolha, marido e outras crianças. 

 

4- Morei um ano na Venezuela com os meus pais, tinha 3 anos, e foi lá que aprendi a andar de patins. Verdade verdadeira, aprendi a andar em patins de 4 rodas.

 

5- Durante a adolescência fui voluntária no Lar das Irmãzinhas dos Pobres no Porto e estive quase para seguir o caminho de Deus. Mentiroooosaaa. Fui voluntária, passei semanas de férias a trabalhar neste lar de idosos, gostei imenso, aprendi muito, foi uma experiência enriquecedora, e apesar de ter de assistir à oração da manhã, rezar antes das refeições, missa, oração da noite, não, nunca me passou pela cabeça seguir por este caminho.

 

6- Nos States, eu com 16 anos e meu primo com 13, fomos a um parque de diversões onde o meu padrinho nos obrigou a andar num elevador de queda livre, na altura existiam apenas 10 em todo o mundo. Ele foi primeiro e nós fomos a seguir, cheios de medo e a tremer que nem varas verdes acabamos por fazer xixi perninha abaixo. Mentirooooosaaa. Pelo amor da santa, acham que eu ia fazer pela perninha abaixo, com 16 anos?Hellooo!!!! Chegámos a tempo à casinha, acreditem que foi a primeira coisa que perguntámos mal nos juntámos ao resto da famelga.

 

7- Em Madrid, no El corte inglês, confundi um rapaz com um boneco manequim (daqueles das montras), cheguei-me perto dele e fixei-o, quando ele piscou os olhos dei um salto e fugi. Verdade verdadeira. Passado um mês de ter vindo dos states, rumo a madrid, viagem oferecida pelas Irmãzinhas dos pobres, claro que fomos para um lar, mas foi de férias dessa vez, passámos uns dias com os velhinhos tugas que já lá estavam, tiveram mais sorte, as férias deles foram mais prolongadas que as nossas.

Enfim, ainda tivemos direito a um dia inteiro só entre jovens, e fomos ao shopping, vejo eu um boneco junto a uns cabides de roupa, e pergunto-me "mas que raio está um boneco a fazer no meio da roupa", o tipo estava completamente paralisado, além de ser branquinho, curiosa como sou aproximei-me demasiado e depois de uns segundos a fixá-lo ele pisca os olhos, dou um salto e piro-me para as cabines de prova onde estavam as minhas amigas, só voltei a sair quando não o vi por lá, tamanha era a minha vergonha.

 

8- No México tive um guia de origem Maia que durante o ano vivia 6 meses na selva e outros 6 na civilização, era poliglota e professor de história e media 1.80m. Verdade verdadeira, adorei o guia, a história dele, a maneira como explicava tudo ao pormenor, espectacular mesmo, ninguém queria que o dia terminasse.

 

9- Só soube o primeiro nome da minha filha quando ela nasceu, e na primeira consulta de pediatra enganei-me a dizer o nome dela. Verdade verdadeira, a pediatra chama-se Klea e a minha filha Chloé, mas como para mim é Leonor, só no dia que nasceu é que o pai decidiu que seria Chloé Leonor, é normal que eu me tenha baralhado. É normal não é?

 

E pronto, ninguém ganhou, mas como não havia prémio, também não perderam nada.

publicado por chocolatsuisse às 21:18
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Nuno Oliveira a 23 de Março de 2009 às 22:03
Falhei, mas gostei de ler as respostas. Muito bom mesmo, não tenho nem metade de histórias tão engraçadas! :P

Beijinhos,
Nuno


De Jo a 27 de Março de 2009 às 09:30
LOOOOOOOOOOOOOOOOL so falhei uma!!! mas confesso que nao foi facil! é que tens umas historias mm porreiras :p :p
beijoca!


De chocolatsuisse a 30 de Março de 2009 às 20:34
As nossas histórias nunca nos parecem engraçadas ou porreiras, mas se vocês dizem, fico contente, sempre tenho algumas coisas para contar aos filhos e netos minimamente interessante.
Não meti nada dos tempos de universidade porque achei que ninguém ia acreditar, lol
Beijinhos


Comentar post

mais sobre mim

pesquisar

 

Clube Mammy


Custom T-Shirt Generator

últimos posts

O estado das coisas por e...

Dragão

5 de Outubro

Setembro, mês de todas as...

Meteo de hoje

AS férias em imagens 1

Voltei

Humor de cão e coisas bre...

Foi hoje

Consulta dos 2 anos

arquivo mensal

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

tags

todas as tags

hiperligações

subscrever feeds